Artigos

doencas respiratorias quais sao e como trata las

O que é

As doenças respiratórias são aquelas que atingem o sistema respiratório, composto pelos seguintes órgãos: pulmões; fossas nasais; boca; faringe; laringe; traqueia; brônquios; bronquíolos; alvéolos pulmonares e sacos alveolares. Elas estão divididas em duas categorias: as doenças alérgicas e as doenças infecciosas.

No mundo, as doenças respiratórias são a terceira maior causa de mortes. Elas também estão diretamente associadas à exposição dos pacientes à poluição.

Dentre as principais causas relacionadas às doenças respiratórias estão a poluição e o tabagismo. As mais recorrentes são:

Asma

A asma é uma doença inflamatória das vias aéreas. Uma crise de asma acontece quando o paciente é exposto a fatores que fazem com que as vias respiratórias reajam em excesso, fazendo com que haja broncoconstrição (que causa falta de ar) e aumento produção de muco que, consequentemente, gera uma obstrução à passagem de ar nos brônquios.

O paciente com asma tem como sintomas:
- Falta de ar;
- Tosse predominantemente noturna;
- Chiado no peito ao respirar;

O tratamento para a asma envolve evitar exposição a fatores desencadeantes para crises, como poeira, fumaça e objetos guardados, por exemplo. Praticar esportes que ajudem na capacidade respiratória, como a natação. E o uso de medicamentos corticoides, anti-histamínicos e broncodilatadores.

Bronquite

A bronquite é a inflamação dos brônquios, que pode ser tanto aguda, quanto crônica:

  • Bronquite aguda
    A bronquite aguda é aquela que, na maioria das vezes, é causada por uma infecção viral e vem acompanhada de outras patologias como gripe e resfriado. Ela começa afetando as vias respiratórias através do nariz e garganta, chegando depois ao pulmão. A crise de bronquite aguda dura por alguns dias.
  • Bronquite crônica
    A bronquite crônica está relacionada ao consumo excessivo de cigarros, ou a altos níveis de agentes poluentes, fazendo com que haja hipertrofia das glândulas produtoras de muco e inflamação dos bronquíolos.

Os sintomas da bronquite envolvem:

  • Tosse;
  • Catarro;
  • Falta de ar;
  • Chiado no peito;
  • Cansaço;
  • Cianose (pele azulada);
  • Febre (associada à infecção).

O tratamento para bronquite envolve o uso de medicamentos como antibióticos, antialérgicos e antitussígenos.

DPOC

As doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC) englobam o grupo de doenças pulmonares que impedem o fluxo de ar nos pulmões e dificultam a respiração. Dentre elas estão a bronquite crônica e o enfisema pulmonar.

Os sintomas envolvem falta de ar, tosse crônica, respiração inconstante e fadiga. As DPOC são tratadas com broncodilatadores e corticoides. Em casos considerados muito graves, o médico especialista pode optar por cirurgia.

Enfisema

O enfisema pulmonar é uma DPOC que está diretamente ligada ao fumo em 80% dos casos. A doença também pode estar relacionada à bronquite crônica, asma, fibrose cística e deficiência da enzima alfa-1.

O enfisema faz com que haja a degeneração dos alvéolos pulmonares, fazendo com que o paciente tenha dificuldade para respirar. Entre outros sintomas do enfisema estão casos frequentes de infecção pulmonar, presença de secreção, cansaço e dificuldade para dormir.

O tratamento para enfisema é feito com broncodilatadores, corticoides, antibióticos e mucolíticos. O uso de oxigênio também pode ser indicado.  Nesses casos a reabilitação pulmonar torna-se essencial.

Rinite

A rinite alérgica atinge cerca de dois milhões de pessoas por ano no Brasil e está relacionada à inflamação das mucosas da cavidade nasal causada por agentes externos, como, por exemplo, poeira, poluição, pêlos de animais e alguns tipos de alimentos.

O paciente que tem rinite apresenta sintomas como espirros em excesso, coriza, olhos e gargantas irritados, olhos lacrimejantes e congestão nasal. O tratamento da rinite é feito com antialérgicos, descongestionantes e corticoides. Nos casos de rinite, manter um ambiente limpo e sem agentes externos que possam desencadear uma crise servem como forma de prevenção.

Sinusite

A sinusite é a inflamação dos seios nasais, presentes na cavidade próxima às vias nasais. A sinusite pode ser infecciosa, alérgica, ou traumática e o paciente irá sentir pressão e dor nos seios da face; dor de cabeça; congestão e secreção nasal; dor no ouvido e no maxilar e tosse. Em alguns casos o paciente pode apresentar febre resultante da inflamação.

O tratamento da sinusite é feito com soro, corticoide, descongestionante nasal e antibiótico. É possível que o médico recomende cirurgia endoscópica para tratar a obstrução nasal quando os medicamentos não fazem efeito.

Tuberculose

A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa bacteriana causada pelo mycobacterium tuberculosis ou pelo bacilo de Koch. A doença afeta os pulmões e outras regiões do corpo como rins, intestinos, articulações, meninges, entre outros. O paciente é contaminado através do contato com o bacilo que pode ocorrer por:

  • Contato com outras pessoas (fala, espirro, tosse, compartilhamentos de objetos pessoais);
  • Consumo de alimentos contaminados (leite, carne, etc.);

O paciente com tuberculose tem como sintomas cansaço; febre; tosse seca; perda de apetite; fraqueza; dor no tórax; catarro (que pode ter sangue); dificuldade de respirar e sudorese noturna.

O tratamento para a tuberculose é feito com antibióticos e costuma durar, em média, seis meses. A tuberculose pode ser prevenida com a vacina BCG.

Mais Informações

Ao sentir qualquer tipo de alteração nas vias respiratórias, a primeira medida é consultar um médico especialista. Ele irá pedir os exames necessários para o diagnóstico e irá recomendar o tratamento mais adequado para cada caso. O tratamento com Fisioterapia também pode ser recomendado. Evite qualquer tipo de automedicação.

Envie sua mensagem

Atendemos no conforto de sua casa. Solicite uma visita para avaliação!

Entre em contato

O diferencial do nosso trabalho está no atendimento individualizado e no acompanhamento evolutivo que é feito a cada sessão.

telefone(11) 9.8141-4806

emailEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

facebook@evoluareabilitacao

Responsável técnica

Luciana Gardin
Fisioterapeuta Coordenadora
CREFITO: 3/29860-F